Ortofotomapas do IGP no ArcGIS Online

Como é natural, durante o EUE09 foram feitos alguns anúncios sobre as próximas versões do ArcGIS e sobre a direcção que os produtos irão seguir no futuro próximo(2009-2010).

Um dos pontos frisados pela Linda Hecht, Directora de Marketing da ESRI Inc., e depois pelo Sandro Batista, Director de IDI na ESRI Portugal, foi o serviço ArcGIS Online, onde têm vindo a ser publicados alguns recursos para utilizar em ArcMap, ArcGlobe, e em aplicações ArcGIS Server. Estes recursos são projectos .mxd ou temas em formato .lyr que se podem acrescentar aos nossos próprios mapas, e que fazem ligação a dados remotos residentes nos servidores da ESRI.
A intenção da ESRI é fazer evoluir este serviço para uma plataforma mais colaborativa, integrando o site com ferramentas do próprio ArcGIS. Será interessante ver como o conjunto irá funcionar e até que ponto os utilizadores serão receptivos a esta abordagem.

Mas foi feito um outro anúncio pelo Sandro, relativo ao ArcGIS Online e que para mim caiu como uma bomba, mas no bom sentido! Os ortofotomapas do IGP, do ano 2004, e com resolução de 1m, estão publicados no ArcGIS Online na forma de .mxd e .lyr para o ArcGIS, e na forma de serviços REST para integração nas aplicações ArcGIS Server.

Ou seja, os utilizadores de ArcGIS podem abrir uma nova sessão de ArcMap e adicionar um tema com ortofotomapas para todo o País e sem custos. E isto é realmente algo significativo para todo o sector SIG e até para o sector da informação cartográfica… deixo a cada um o exercício de reflexão sobre o impacto desta iniciativa. (Estes são os mesmos ortofotomapas que foram disponibilizados via Virtual Earth.)

Na minha perspectiva, peca apenas por ser limitada aos utilizadores ESRI. Mas disponibilizar a mesma informação de forma mais abrangente caberá naturalmente ao IGP e não à ESRI, que neste momento oferece aos seus utilizadores um brinde fantástico. Aliás, se alguém da ESRI estiver a ler isto pode ser que coloquem um link logo na página principal do vosso site para informar todos os seus utilizadores desta oferta. Para se fazer justiça, obviamente que o IGP está de parabéns porque é o detentor dos dados.

Portanto, para usufruirem desta prenda de Natal atrasada, basta irem ao site arcgisonline.esri.com, e seguirem os links “Free maps” e “World User Imagery”. Nesta página podem ver os metadados da informação, bem como vários links para utilização nos produtos ArcGIS, incluindo um link de um .mxd e outro de um ficheiro .lyr.

Se gravarem o ficheiro .lyr numa partilha em rede, todos os utilizadores de ArcGIS na vossa organização poderão adicionar os ortofotomapas aos seus projectos.

Cuidado no entanto com o sistema de coordenadas, que é WGS 84. Para que os ortos se alinhem com a vossa informação é necessário definir o sistema de coordenadas da Data Frame e também a transformação de datum que querem usar. Por exemplo, se os vossos dados seguirem o sistema Hayford-Gauss, datum 73 (vulgo IGP), então definam o sistema da Data Frame para “Datum 73 Hayford Gauss IPCC”, e nas Transformações escolham transformar de WGS 84 para Datum 73, usando a transformação #4 que corresponde aos parâmetros publicados pelo IGP. Claro que o melhor será seguir as excelentes instruções do Prof. José Alberto Gonçalves que permitem reduzir os erros de conversão para uns míseros centímetros!

Clique para partilhar:Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someone

22 pensamentos em “Ortofotomapas do IGP no ArcGIS Online

  1. Caro Duarte, de facto também fiquei surpreso com a dica dada no EUE, e assim que cheguei ao serviço fui descarregar o .lyr e já está a funcionar aqui no serviço :)
    Ficamos aguardar a disponibilização para outros softwares.

    Abraço,
    Nelson

  2. @Nelson: e no entanto no site de mapas online do igp refere-se os ortos junto com a caop e crif como estando publicados via wms… talvez esteja para breve, ou limitacoes de servidor/largura de banda…

    nem todos temos os recursos da google, ms, esri, etc…

    bem, aguardemos.

  3. Duarte, começo por te felicitar pela publicação desta notícia. Agradeço também o comentário do Nelson Silva que veio comprovar que funciona.

    No entanto, permitam-me uma correção a título pessoal (uma vez que a ESRI irá anunciar e colocar os respectivos links no seu site brevemente). O que foi referido no EUE’09 não foi somente o serviço de imagens que o Duarte aqui publicou designado por “World User Imagery”. Existe efectivamente um serviço mais vasto designado por Portugal.mxd

    Se abrirem o ArcMap ou ArcCatalog podem aceder através de:

    . Help -> ArcGIS Desktop Resource Center ou navegando num browser directamente para http://resources.esri.com/arcgisdesktop/

    . Deverão seleccionar de seguida o “tab” Data -> Country Maps -> Portugal.mxd

    . O link directo é: http://downloads2.esri.com/resources/arcgisdesktop/maps/Portugal.mxd

    Este Portugal.mxd ocupa 124 KB e inclui os seguintes dados:

    1. Carta de Portugal Continental 1:500.000 do IGP;
    2. Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP – Continente) WMS – Versão 2008.1 (NUT II, NUT III, Distritos, Concelhos, Freguesias);
    3. World Imagery (idêntico ao serviços descrito pelo Duarte). É um Content Sharing Program ao abrigo de um protocolo estabelecido entre a ESRI Portugal e o IGP em que permite que a ESRI disponibilize aos seus utilizadores os ortofotomapas com 1 metro/pisxel.
    4. World shaded relief
    5. World street map – dados de estradas em formato raster bastante apelativos do ponto de vista visual.

    Algumas notas/sugestões:

    . Os dois primeiros são webservices que estão alojados no IGP. Podemos acrescentar outros como a referida CRIF ou o MDT de 50 metros/pixel. No entanto se o webserver do IGP não estiver a funcionar ou for demasiado lento poderemos não conseguir abrir o mxd ou ter erros de timeout. Sugiro que façam o download da CAOP e da 500K para terem estes ficheiros localmente e criem um novo mxd. A CRIF e o MDT não estão disponíveis para download por isso só poderão ser utilizados via webservices. Sugiro que tenham outro mxd com os webservices. Se houver problemas na ligação do servidor do IGP poderão arrancar o outro mxd que tem os dados locais;

    . Os 3 últimos serviços estão alojados num servidor da ESRI Inc. Acredito que tenha maior disponibilidade do que o do IGP. No entanto poderá estar sujeito a períodos em que esteja em actualização, etc. Considero uma boa prática gravarem um outro mxd com os webservices do IGP e sem os webservices da ESRI para ser utilizado no caso dos webservices do IGP estarem a funcionar e os da ESRI não;

    . Uma vez que estes projectos estão baseados em webservices é necessária uma ligação à internet. Quanto maior for a largura de banda melhor. Já testei com diferentes acessos sendo que mesmo com as placas 3G se comporta bastante bem;

    . Para projectos fronteiriços e transfronteiroços poderá ser interessante também o Spain.mxd;

    . Deixo um último aviso de que o mxd quando se abre pode levar algum tempo. Mas uma vez aberto funciona com bastante rapidez.

    Votos de bom trabalho.

    Rui Santos

  4. @Rui: Benvindo!! e obrigado pelas tuas instruções.
    Na verdade, durante o EUE não consegui apanhar tudo o que foi dito, e a referência ao mxd passou-me ao lado…
    Mais tarde, ao visitar o ArcGIS Online reparei no link ao mxd e testei-o, mas como prefiro usar o lyr para distribuir pelos meus colegas, não lhe fiz grande referência.

    Agora, falta-nos só a extensão 3D que nos “prometeram”!! (nunca estamos satisfeitos)

    Um grande abraço,
    Duarte

  5. Caro Rui Santos, de facto funciona e dá muito jeito às instituições nacionais. Tal como o Duarte, também ignorei o MXD, pois coloquei o *lyr num servidor e toda a gente acede. E quanto ao textualizador 3D, também aguardamos :)

    Abraço aos dois.
    Nelson

  6. Caro Rui, um nota em relação ao MXD. Descarreguei-o hoje de tarde e tentei abrir, no entanto deu erro por causa de ter algumas extensões activas tais como a de Survey analyst.

    Abraço,
    Nelson

  7. Rui, experimentei agora numa licença arcgis 9.3 e abre perfeitamente. Noutro PC com 9.2 é que dá mensagem relacionada com as ditas extensões.

    Abraço,
    Nelson

  8. Caros,

    Foram adicionados 3 posts ao blog da ESRI Portugal a explicar passo-a-passo como adicionar o serviço de ortofotomapas no software ESRI.

    Os links são:

    Adicionar serviço de Ortofotomapas do IGP ao ArcMAP (http://www.esriportugal.pt/blog/?p=187)

    Adicionar serviço de Ortofotomapas do IGP ao ArcGIS Explorer (http://www.esriportugal.pt/blog/?p=196)

    Adicionar serviço de Ortofotomapas do IGP ao ArcGIS Server (http://www.esriportugal.pt/blog/?p=204)

    Relativamente ao Texturizador 3D a disponibilização do mesmo está em curso… Estamos neste momento a reestruturar o site web..

    Para já, se alguém desejar aceder ao software basta enviar um email para: idi@esri-portugal.pt

    Um abraço,
    Sandro

  9. Sandro,

    Obrigado por colocares aqui a dica.

    Acho a ideia do blog da ESRI PT muito boa. Até porque o ArcGIS tem muitas possibilidades que nós utilizadores desconhecemos, e com o ritmo de introdução de novas funções mesmo em SPs, ainda é mais difícil acompanhar… em relação ao Texturizador, podes esperar um email…

    Um abraço,
    Duarte

  10. Ai eu a abrir este blog a pensar que era desta que via as ortofotos em WMS livres de usar por qualquer um :(

  11. Exmo. Senhor Sandro Batista, um colega meu falou-me que existia uma ferramenta para o ArcGIS 9.3.1 que permitia adicionar os Ortofotomapas do IGP para servir de base de trabalho, directamente do ambiente de trabalho, e que esta teria sido elaborada por um utilizador e seria de livre acesso, e que a mesma ferramenta estava disponível no Website da ESRI para Download. Tenho procurado no Website da ESRI contudo ainda não encontrei a mesma, deste modo, gostaria de saber de que modo é possível chegar até esta.

    Com os meus melhores cumprimentos
    João

  12. Caro João, não é bem uma ferramenta. O que existe são ficheiros para abrir em ArcMap. Pode usar um mxd (projecto de mapa) ou um ficheiro .lyr (para adicionar a um mapa no ArcMap).
    A ESRI tem online um serviço de mapas com dados de vários utilizadores no mundo. Entre os contributos encontram-se os ortofotomapas de 2004 cedidos pelo IGP para todo o país. Se ler um comentário anterior do Sandro um pouco acima na página pode ver as instruções e links.

    Espero que assim já consiga chegar à informação.

    Cumprimentos,
    Duarte

  13. Boa tarde

    Duarte obrigado pela sua disponibilidade, contudo, aquilo a que me refiro é à Virtual Earth Toolbar for ArcMap.

    Com os meus melhores cumprimentos
    João

  14. João,

    Ok, ainda não conhecia a toolbar e acabei por assumir que falava da única forma que eu conhecia de aceder aos ortos do IGP no ArcMap. Já deve ter encontrado a toolbar, se não, está no ArcScripts aqui: Virtual Earth Toolbar for ArcMap.
    É para a versão 9.3.1 que começou há pouco a ser distribuída pela ESRI aos clientes (pelo menos nos EUA).

    Duarte

  15. Duarte

    Obrigado pela sua disponibilidade, por acaso já tinha conseguido chegar lá, contudo, só consegui uma vez e na altura não decorei o caminho para lá chegar.

    Com os meus melhores cumprimentos
    João

  16. Olá pessoal,

    Alguém me ajuda por favor, Vejo que são os barras nos sig.Sou só apenas uma precipiante.

    Estou a precisar de Ortofotomapas de Maputo (Moçambique) para georeferenciar algumas cartas analogicas na escala 1:50 000

    Sabem onde posso encontrar ortofotomapas de Maputo (moçambique) free..

    cumprimentos,

  17. Porque não georreferenciar usando o OpenStreetMap? Pelo que vejo online tem um levantamento de vias significativo, o que deve permitir uma boa georref. das cartas (desde que tenham estradas).

  18. Olá Duarte,

    Antes de mais, muito obrigada pela ajuda.
    Tal como indiquei só uma lega na matéria (SIG). Se bem entendi, estás a sugerir que eu utilize como referencia google map, seguindo as estradas?

    obrigada,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>